Transformar a saúde através de sistemas de informação clínica é possível?

{T:CONT_TITULO}

A saúde, em termos macro, é considerada sob três perspectivas: a qualidade, o acesso e o custo. Dos três, dois dependem de decisão profissional, ou seja, são decisões clínicas que,no geral, são anotadas no prontuário eletrônico. Por tamanha importância, Fernan Gonzalez Bernaldo de Quiros, do Hospital Italiano de Buenos Aires, trouxe a discussão sobre mudanças que precisamos ter para maior entrega de valor para o paciente.

Um dos problemas principais é a perspectiva na qual o sistema é construído. Ele é feito do ponto de vista do provedor e não do paciente.

A maioria dos projetos, segundo Fernan, analisam de maneira pobre muitas variáveis, como, por exemplo, o contexto da instituição. Neste aspecto, as condições locais, o momento histórico, a política, a cultura e a infraestrutura local são de grande importância para o exercício clínico, assim como perspectivas de condições de intervenção e estrutura do sistema, como leis e regulação”.

“As ciências biológicas sozinhas não conseguem explicar tudo. Muitas doenças não apresentam uma explicação linear, mas dependem de outros contextos.”, disse Fernan.

Para transformar esta área, o capital humano deve ser evoluído e substituído, em parte, pelo capital social. No primeiro, a tarefa é construir profissionais que são competentes, mas isso não é suficiente, já que o que transforma, de fato, são equipes. Já o capital social é a chamada interoperabilidade social, onde pessoas trabalhando juntas são capazes de provocar mudanças significativas.

Ele deixou uma frase que sintetiza a mudança proposta: “It is not about the goal, it is about growing to become the person that can accomplish that goal” (Tony Robbins).

Fonte: Saúde Web, 21/08/2015.

Tag(s): Notícias

Relacionadas

AVANÇOS DA TELEMEDICINA:COMO MOTIVAR OS PACIENTES PARA A MANUTENÇÃO DO TRATAMENTO?

+

Como os novos protocolos de segurança irão impactar na produtividade das clínicas?

+

Gestão das clínicas em tempos de COVID-19

Gestão das clínicas em tempos de COVID-19

+

O impacto da LGPD na Oftalmologia

Você conhece a Lei Geral de Proteção de Dados - LGPD (Lei nº 13.709/18)? Você sabe o que muda na sua empresa por conta dessa legislação?

+

Saúde suplementar e a interface com os convênios: o que mudou?

Saúde suplementar e a interface com os convênios: o que mudou?

+

Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais entra em vigor

A partir de agora, as empresas deverão adotar uma série de medidas para evitar que as pessoas tenham seus dados vazados.

+

Congresso SBAO 2021 será em Salvador no mês de maio.

Congresso SBAO 2021 será em Salvador no mês de maio. Saiba mais...

+

Lives SBAO - Como os novos protocolos de segurança irão impactar na produtividade das clínicas?

Como manter a sustentabilidade da empresa com as novas regras de segurança? Ajuste no fluxo de pacientes e espaço para o modelo pós pandemia Rotinas para...

+

Uma vitória histórica

Vencemos os optometristas no STF e garantimos a manutenção dos Decretos nº 20.931 e nº24.492, de 1932 e 1934, respectivamente

+

Lives SBAO - AVANÇOS DA TELEMEDICINA:COMO MOTIVAR OS PACIENTES PARA A MANUTENÇÃO DO TRATAMENTO?

Quais os limites e vantagens após 60 dias usando a telemedicina? Como está sendo o processo de pagamento? Qual o custo e o grau de satisfação dos pacientes?

+

Lives SBAO - Saúde suplementar e a interface com os convênios: o que mudou?

As operadoras de saúde irão propor mudanças na forma de remuneração? Preciso migrar para um novo modelo de negócio sem intermediários? Novas modalidades...

+

Lives SBAO - Gestão das Clínicas em Tempos de Covid

Gestão das clínicas em tempos de COVID-19 Planejamento Financeiro, Gestão de Custos e Aspectos Tributários

+

Praia do Flamengo, 66B sala 401 - Flamengo - Rio de Janeiro - RJ
Cep: 22210-903 Tel: 21 2285-6052


Copyright © 2014 - SBAO - Sociedade Brasileira de Administração em Oftalmologia