Polêmica sobre estrangeiros vai além do mercado médico

Publicado por: Folha de S. Paulo em 17/09/2013

{T:CONT_TITULO}
A polêmica sobre a importação de mão de obra especializada não se restringe apenas ao mercado médico. Enquanto o governo defende a vinda de profissionais especializados, como engenheiros, entidades que representam brasileiros desse setor criticam a ideia.
 
O ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos, Marcelo Neri, tem defendido publicamente a vinda de estrangeiros qualificados para solucionar a falta de mão de obra em alguns setores, como infraestrutura.
 
Em uma apresentação, Neri disse que "a imigração sempre contribuiu para inovar e dinamizar as economias no mundo". Procurado, Neri não concedeu entrevista.
 
A ideia não agrada a todos. "Não somos contra o profissional de fora, mas se não valorizarmos os nossos engenheiros, como vamos valorizar os estrangeiros?" questiona o presidente da Federação Nacional dos Engenheiros, Murilo Celso Pinheiro.
 
No fim de julho, a entidade publicou um comunicado no qual "não recomenda a importação de estrangeiros".
 
O incentivo à vinda de trabalhadores especializados é inédito na história do país, segundo o professor Alexandre Barbosa, da USP. "Os imigrantes tinham níveis de analfabetismo próximos dos trabalhadores nacionais."
 
O português Marco Fernandes, 28, vive e trabalha em São Paulo há um ano e meio. Ele escolheu uma entre seis ofertas de emprego.
 
Fernandes afirma que, depois de escolher a empresa, obter o visto não foi difícil. Mas, quando entrou no país para as entrevistas, não podia dizer que estava atrás de uma vaga. "A gente fala no aeroporto que veio para turismo, chega aqui e resolve."
 
A advogada Marta Mitico é especializada em assessorar estrangeiros que queiram vir para cá. Ela explica que para que um profissional venha trabalhar, a empresa contratante precisa escrever ao Ministério do Trabalho e justificar por que precisa dele. Depois, o papel vai ao Itamaraty, que o envia ao consulado mais próximo de onde está o estrangeiro. Ela estima que o trâmite demore 45 dias.
 
A francesa Marine, 22, que não quer revelar o sobrenome, conseguiu uma vaga em uma agência de turismo. A empresa protocolou o pedido para trazê-la, mas a resposta foi um não: considera ram que já há agentes de viagens suficientes e pediram um detalhamento do que ela faria. "Acho que o governo não quer estrangeiros", diz.
Tag(s): Notícias

Relacionadas

AVANÇOS DA TELEMEDICINA:COMO MOTIVAR OS PACIENTES PARA A MANUTENÇÃO DO TRATAMENTO?

+

Como os novos protocolos de segurança irão impactar na produtividade das clínicas?

+

Gestão das clínicas em tempos de COVID-19

Gestão das clínicas em tempos de COVID-19

+

O impacto da LGPD na Oftalmologia

Você conhece a Lei Geral de Proteção de Dados - LGPD (Lei nº 13.709/18)? Você sabe o que muda na sua empresa por conta dessa legislação?

+

Saúde suplementar e a interface com os convênios: o que mudou?

Saúde suplementar e a interface com os convênios: o que mudou?

+

Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais entra em vigor

A partir de agora, as empresas deverão adotar uma série de medidas para evitar que as pessoas tenham seus dados vazados.

+

Congresso SBAO 2021 será em Salvador no mês de maio.

Congresso SBAO 2021 será em Salvador no mês de maio. Saiba mais...

+

Lives SBAO - Como os novos protocolos de segurança irão impactar na produtividade das clínicas?

Como manter a sustentabilidade da empresa com as novas regras de segurança? Ajuste no fluxo de pacientes e espaço para o modelo pós pandemia Rotinas para...

+

Uma vitória histórica

Vencemos os optometristas no STF e garantimos a manutenção dos Decretos nº 20.931 e nº24.492, de 1932 e 1934, respectivamente

+

Lives SBAO - AVANÇOS DA TELEMEDICINA:COMO MOTIVAR OS PACIENTES PARA A MANUTENÇÃO DO TRATAMENTO?

Quais os limites e vantagens após 60 dias usando a telemedicina? Como está sendo o processo de pagamento? Qual o custo e o grau de satisfação dos pacientes?

+

Lives SBAO - Saúde suplementar e a interface com os convênios: o que mudou?

As operadoras de saúde irão propor mudanças na forma de remuneração? Preciso migrar para um novo modelo de negócio sem intermediários? Novas modalidades...

+

Lives SBAO - Gestão das Clínicas em Tempos de Covid

Gestão das clínicas em tempos de COVID-19 Planejamento Financeiro, Gestão de Custos e Aspectos Tributários

+

Praia do Flamengo, 66B sala 401 - Flamengo - Rio de Janeiro - RJ
Cep: 22210-903 Tel: 21 2285-6052


Copyright © 2014 - SBAO - Sociedade Brasileira de Administração em Oftalmologia