Processos judiciais contra serviços de saúde passam de 112 mil em todo o País

Publicado por: Revista Fator/Prontuário de Notícias em 16/11/2010

{T:CONT_TITULO}

O brasileiro não está satisfeito com a saúde oferecida no País. Prova disso é o número de demandas judiciais referentes ao setor, que já ultrapassa 112 mil.

 

Em sua maioria, os 112.324 processos abertos são referentes à dificuldade de acesso a medicamentos e a procedimentos médicos pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

 
A escassez de vagas em hospitais públicos, bem como as ações de usuários de seguros e planos privados de saúde, engrossam a lista de insatisfação.
 
A constatação faz parte de um levantamento parcial realizado pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça), que realizou um balanço em 20 tribunais brasileiros.
 
O conselho sustenta que, devido à fase inicial da pesquisa, não é possível traçar ainda um parâmetro comparativo entre os estados onde as queixas da população, feitas na Justiça em relação à saúde, se encontram em pior situação.
 
No entanto, o diagnóstico de que São Paulo e Rio de Janeiro amargam situação crítica já pode ser dado. No estado paulista, apenas na primeira instância existem 44.690 processos do tipo, enquanto no carioca, na mesma base, existem 25.234.
 
Dos TRFs (Tribunais Regionais Federais) com mais processos registrados está o tribunal da 4ª Região, que abrange os estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná com 23.421 processos.
 
Tribunais de Minas Gerais e do Espírito Santo, além do TRF 2, que abrange Rio de Janeiro e Espírito Santo, também são destaques.
 
O levantamento realizado pelo CNJ antecede os preparativos para o primeiro encontro do Fórum Nacional do Judiciário para a Saúde, previsto para acontecer nos próximos dias 18 e 19 em São Paulo.
 
Durante o evento, serão discutidas propostas para a solução de conflitos envolvendo o setor de saúde. O objetivo é monitorar constantemente as demandas voltadas para o setor, em cada tribunal brasileiro.
Tag(s): Notícias

Relacionadas

AVANÇOS DA TELEMEDICINA:COMO MOTIVAR OS PACIENTES PARA A MANUTENÇÃO DO TRATAMENTO?

+

Como os novos protocolos de segurança irão impactar na produtividade das clínicas?

+

Gestão das clínicas em tempos de COVID-19

Gestão das clínicas em tempos de COVID-19

+

O impacto da LGPD na Oftalmologia

Você conhece a Lei Geral de Proteção de Dados - LGPD (Lei nº 13.709/18)? Você sabe o que muda na sua empresa por conta dessa legislação?

+

Saúde suplementar e a interface com os convênios: o que mudou?

Saúde suplementar e a interface com os convênios: o que mudou?

+

Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais entra em vigor

A partir de agora, as empresas deverão adotar uma série de medidas para evitar que as pessoas tenham seus dados vazados.

+

Congresso SBAO 2021 será em Salvador no mês de maio.

Congresso SBAO 2021 será em Salvador no mês de maio. Saiba mais...

+

Lives SBAO - Como os novos protocolos de segurança irão impactar na produtividade das clínicas?

Como manter a sustentabilidade da empresa com as novas regras de segurança? Ajuste no fluxo de pacientes e espaço para o modelo pós pandemia Rotinas para...

+

Uma vitória histórica

Vencemos os optometristas no STF e garantimos a manutenção dos Decretos nº 20.931 e nº24.492, de 1932 e 1934, respectivamente

+

Lives SBAO - AVANÇOS DA TELEMEDICINA:COMO MOTIVAR OS PACIENTES PARA A MANUTENÇÃO DO TRATAMENTO?

Quais os limites e vantagens após 60 dias usando a telemedicina? Como está sendo o processo de pagamento? Qual o custo e o grau de satisfação dos pacientes?

+

Lives SBAO - Saúde suplementar e a interface com os convênios: o que mudou?

As operadoras de saúde irão propor mudanças na forma de remuneração? Preciso migrar para um novo modelo de negócio sem intermediários? Novas modalidades...

+

Lives SBAO - Gestão das Clínicas em Tempos de Covid

Gestão das clínicas em tempos de COVID-19 Planejamento Financeiro, Gestão de Custos e Aspectos Tributários

+

Praia do Flamengo, 66B sala 401 - Flamengo - Rio de Janeiro - RJ
Cep: 22210-903 Tel: 21 2285-6052


Copyright © 2014 - SBAO - Sociedade Brasileira de Administração em Oftalmologia