CFM e Academia Nacional de Medicina querem o resgate da formação humanitária

Publicado por: CFM em 13/09/2010

{T:CONT_TITULO}

O Conselho Federal de Medicina (CFM) e a Academia Nacional de Medicina (ANM) querem trabalhar com os coordenadores de escolas médicas para resgatar a formação humanitária e a responsabilidade social. O assunto foi debatido durante o I Congresso Brasileiro de Humanidades em Medicina, promovido nesta sexta-feira (10), no Rio de Janeiro (RJ).

 
Segundo o presidente do Conselho, Roberto Luiz d’Avila, a entidade está preocupada com a formação intelectual e cultural dos estudantes. “A Medicina não pode ficar refém da tecnologia e de ações apenas terapêuticas sem que haja uma visão mais humana. Respeitar os valores culturais, as vontades e os desejos do paciente: isso e a verdadeira Medicina”, apontou d’Avila.
 
O presidente da ANM, Pietro Novellino, destacou que a Medicina só pode ser exercida por quem tem a visão social e por aquele que procura cultivar as humanidades: “o médico necessita de conhecimento para que possa exercer a profissão com mais amor”.
 
Segundo o presidente da Academia Brasileira de Filosofia, João Ricardo Moderno, a lição principal que o médico traz é a defesa da vida e por isso deve se sensibilizar. “A ética da vida é um ponto de consenso institucional entre a medicina e a filosofia. O ponto de apoio para qualquer tipo de ação intelectual e técnica. O médico deve ser sensibilizado com a necessidade dos pacientes”. 
 
Qualidade do ensino – A falta do cuidado humanitário foi analisada pelo grupo como fenômeno dos séculos XX e XXI. Com o aumento do conhecimento, os profissionais precisaram se especializar cada vez mais e a formação social passou a ser tratada como elemento secundário.
Para o orador da Academia, Aníbal Gil Lopes, é preciso observar que foram retirados todos os aspectos da formação humanística do sistema de educação. “Não existe um lugar aonde estes conhecimentos sejam adquiridos. O indivíduo já chega sem o conhecimento mínimo no campo da arte e literatura. Com uma cultura bem desenvolvida, um profissional está preparado compreender qualquer doença ou paciente”.
 
De acordo com Lopes, a medicina tem se preocupado mais com treinamento de habilidades do que na formação da pessoa. “O novo profissional aplica a tecnologia no corpo humano e não na pessoa”.
 
O problema da formação acadêmica também foi apontado pelo professor José Siqueira que acredita que o sistema educacional deva ser revisto. “Ensinamos do começo ao fim o fato e não os valores. É preciso rever o que realmente é importante”, concluiu Siqueira.
Tag(s): Notícias

Relacionadas

AVANÇOS DA TELEMEDICINA:COMO MOTIVAR OS PACIENTES PARA A MANUTENÇÃO DO TRATAMENTO?

+

Como os novos protocolos de segurança irão impactar na produtividade das clínicas?

+

Gestão das clínicas em tempos de COVID-19

Gestão das clínicas em tempos de COVID-19

+

O impacto da LGPD na Oftalmologia

Você conhece a Lei Geral de Proteção de Dados - LGPD (Lei nº 13.709/18)? Você sabe o que muda na sua empresa por conta dessa legislação?

+

Saúde suplementar e a interface com os convênios: o que mudou?

Saúde suplementar e a interface com os convênios: o que mudou?

+

Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais entra em vigor

A partir de agora, as empresas deverão adotar uma série de medidas para evitar que as pessoas tenham seus dados vazados.

+

Congresso SBAO 2021 será em Salvador no mês de maio.

Congresso SBAO 2021 será em Salvador no mês de maio. Saiba mais...

+

Lives SBAO - Como os novos protocolos de segurança irão impactar na produtividade das clínicas?

Como manter a sustentabilidade da empresa com as novas regras de segurança? Ajuste no fluxo de pacientes e espaço para o modelo pós pandemia Rotinas para...

+

Uma vitória histórica

Vencemos os optometristas no STF e garantimos a manutenção dos Decretos nº 20.931 e nº24.492, de 1932 e 1934, respectivamente

+

Lives SBAO - AVANÇOS DA TELEMEDICINA:COMO MOTIVAR OS PACIENTES PARA A MANUTENÇÃO DO TRATAMENTO?

Quais os limites e vantagens após 60 dias usando a telemedicina? Como está sendo o processo de pagamento? Qual o custo e o grau de satisfação dos pacientes?

+

Lives SBAO - Saúde suplementar e a interface com os convênios: o que mudou?

As operadoras de saúde irão propor mudanças na forma de remuneração? Preciso migrar para um novo modelo de negócio sem intermediários? Novas modalidades...

+

Lives SBAO - Gestão das Clínicas em Tempos de Covid

Gestão das clínicas em tempos de COVID-19 Planejamento Financeiro, Gestão de Custos e Aspectos Tributários

+

Praia do Flamengo, 66B sala 401 - Flamengo - Rio de Janeiro - RJ
Cep: 22210-903 Tel: 21 2285-6052


Copyright © 2014 - SBAO - Sociedade Brasileira de Administração em Oftalmologia