Projeto reúne Brasil e EUA para acelerar registro de produtos médicos

Publicado por: G1, 26/09/2014 em 03/10/2014

{T:CONT_TITULO}
Uma única entidade fará inspeção para 4 países, acelerando registro. No Brasil, registro deveria ocorrer em 90 dias, mas demora chega a 1 ano. Um projeto piloto que reúne a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e as agências similares dos Estados Unidos (FDA), do Canadá (Health Canada) e da Austrália (TGA) deve acelerar a chegada ao país de produtos médicos de alta tecnologia.
 
Todo produto médico que possa trazer algum risco para o paciente – tanto equipamentos de diagnóstico como raio-X ou tomografia, quanto dispositivos para tratamento como stent cardíaco e marca-passo – deve obter um registro antes de ser vendido no Brasil.
 
A lei prevê que o registro ocorra em um prazo de até 90 dias a partir do pedido feito pela indústria. Na prática, porém, esse processo leva em média um ano, de acordo com Carlos Goulart, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Alta Tecnologia de Equipamentos, Produtos e Suprimentos Médico-Hospitalares (Abimed).
 
O maior gargalo, segundo o diretor-presidente da Anvisa, Dirceu Barbano, é que a lei brasileira prevê que as indústrias produtoras desses equipamentos, muitas vezes sediadas em outros países, sejam inspecionadas por funcionários da Anvisa. “A relação de inspetores sempre será pequena para o Brasil e também para os EUA, Canadá e Japão porque não há agência que tenha capacidade de inspecionar todas as fábricas que estão no mercado no país”, 
 
disse Barbano em um evento promovido pela Abimed nesta quarta-feira (24), em São Paulo.
No último ano, o quadro de inspetores da agência aumentou em 60%, o que ainda não é suficiente para pôr em dia os pedidos das indústrias, segundo Barbano.
 
Uma inspeção única para quatro países
 
A solução do problema, que também afeta outros países, foi formar um “pool” entre as agências regulatórias do Brasil, EUA, Canadá e Austrália para que uma única entidade credenciada possa inspecionar as fábricas, de modo que os resultados sirvam para os quatro países.
 
“Esse mecanismo é hiperatrativo para todo mundo porque se propõe a resolver uma equação muito complicada. Todo mundo precisa inspecionar as fábricas, mas nenhuma agência ao redor do mundo tem pessoas suficientes para fiscalizar o mundo inteiro. É um mecanismo que dá inteligência para essa atividade”, afirmou o presidente da Anvisa.
 
O projeto, chamado Medical Device Single Audit Program (MDSAP), ou Programa de Auditoria Única em Dispositivos Médicos, já está em teste desde o início do ano e deve passar a funcionar de forma integral nos próximos anos.
 
Goulart, da Abimed, explica que o ciclo de inovação tecnológica da área é de cerca de dois anos. Com a demora no registro, os produtos já chegam defasados e os pacientes não têm acesso às tecnologias de saúde mais recentes de forma rápida.
 
Ele se mostra otimista com o MDSAP. “A solução está desenhada. O prazo de colocar isso em regime – como é um processo internacional que envolve acreditação de uma série de organismos inspetores que estão aprendendo tudo que tem que fazer para atender todas as agências – deve ser de dois anos.”
Tag(s): Notícias

Relacionadas

26º Web Meeting SBAO - Governança corporativa

Governança corporativa: uma estratégia para a evolução de clínicas familiares? Veja nosso Webmeeting com o Edson Lopes Cedraz Filho, um profissional com 20...

+

25º Web Meeting SBAO - Lei geral de proteção de dados: o que muda na área da saúde

Lei Geral de Proteção de Dados: o que vai mudar para área de saúde. Saiba mais em nosso Webmeeting com os advogados do escritório BMA, Dr. José Eduardo V....

+

Prêmio SBAO

O Prêmio SBAO vai ocorrer de dois em dois anos durante os Congressos Internacionais. Em breve faremos um comunicado com o regulamento para 2020 desse tão...

+

Temas do Congresso SBAO

Oportunidades, indicadores, acreditação, qualidade e governança são alguns dos temas do próximo Congresso SBAO. Veja a grade completa!

+

19º Webmeeting SBAO - Salário emocional como fator competitivo nas organizações

Veja nosso Webmeeting SBAO com a Raquel Vilar, ela fala sobre o Salário emocional como fator competitivo nas organizações.

+

20º Web Meeting SBAO - Os Componentes de uma Equipe de Alta Performance

Veja a palestra com o Augusto Lyra, ele fala sobre Os componentes de uma equipe de alta performance.

+

21º Web Meeting SBAO - Remuneração na área da saúde, existe um modelo ideal

Veja nosso Webmeeting com o Dr. Frederico Pena, ele fala sobre remuneração na área de saúde.

+

22º Web Meeting SBAO - Lidando com as preferências comportamentais da equipe

Veja o Webmeeting SBAO com a Thais da Silva Santos, ela fala sobre como lidar com as preferências comportamentais da equipe

+

23º Web Meeting SBAO - Discussão Sobre Cases de Sucesso

Neste Webmeeting a Faiga Marques e Cyntia Santiago farão uma discussão sobre Cases de Sucesso!

+

24º Web Meeting SBAO - O médico é um bom gestor?

O médico é um bom gestor? Saiba mais em nosso Webmeeting com o Dr. Vagner Loduca Lima.

+

Programação SBAO no XX Congresso Internacional da SBO

Participe da programação SBAO durante o XX Congresso Internacional da SBO, entre os dias 28 e 30 de junho no Rio de Janeiro.

+

17º Webmeeting SBAO - A Prática do Planejamento Estratégico na Oftalmologia

Planejamento Estratégico é modismo? Por onde começar? Quais os desafios e benefícios do PE? Aprenda mais sobre a Prática do Planejamento Estratégico na...

+

Praia do Flamengo, 66B sala 401 - Flamengo - Rio de Janeiro - RJ
Cep: 22210-903 Tel: 21 2285-6052


Copyright © 2014 - SBAO - Sociedade Brasileira de Administração em Oftalmologia